62% dos brasileiros não sabem reconhecer uma notícia falsa

- Em - Assessoria de Imprensa

É isso mesmo! A Kaspersky, empresa internacional de segurança virtual, desenvolveu um estudo chamado “Iceberg Virtual” e descobriu que, em média, 70% dos latino-americanos não sabem identificar ou não têm certeza se conseguem diferenciar se uma notícia é falsa ou verdadeira. Mais alarmante ainda é que, entre os entrevistados, 16% sequer conhecem o termo “fake news”.

O ranking de nacionalidades que menos conseguem reconhecer notícias falsas é:

Colombianos: 73%
Chilenos: 70%
Argentinos e mexicanos: 66%
Brasileiros: 62%

E como #AquiNoConversa a gente acredita que a transformação por meio da comunicação passa por saber reconhecer a veracidade das notícias, trouxemos algumas dicas para você aprender a identificar se ela é ou não verdadeira.

• Confira a data da publicação: alguns textos antigos podem voltar a circular quando determinado assunto é comentado novamente. Mas o mundo é feito de mudanças, né? Então um material antigo já pode conter informações desatualizadas.

• Leu sobre determinado assunto em algum site? Pesquise em outros para confirmar a veracidade daquela notícia. Afinal, algo verdadeiro será publicado em diversos portais. Concorda?

• Leia notícias de fontes confiáveis.

• Vídeos, áudios e imagens no WhatsApp? A plataforma tem sido o lugar onde mais circulam fake news. Recebeu alguma informação por esta rede? Dê uma pesquisada para confirmar a veracidade.

• Não leia somente o título. A matéria pode ser totalmente diferente da chamada. Leia tudo até o fim e tenha certeza de que o título está correto e não é apenas sensacionalismo para gerar cliques.

Agora é com você. Não dissemine fake news por aí!

Leia também: Fim das fake news? WhatsApp ganha robô que desmente notícias falsas

Descubra: Infodemia: como se informar corretamente?

José Henrique é coordenador de comunicação e eventos do Conversa Estratégias de Comunicação Integrada

Compartilhe nas redes sociais