Comunicação para dentro: é preciso cuidar dos colaboradores nesta pandemia

- Em - RP.in

Estamos há 8 meses vivendo uma pandemia que reconfigurou o formato de trabalho na maioria das empresas. Antes reunidos de forma presencial, líderes e colaboradores tiveram que aprender a conviver virtualmente. Em algum momento deste processo, a comunicação também precisou ser revista, seja para estabelecer novas rotinas de trabalho ou para acolher diferentes realidades. 

Um estudo recente da empresa Gartner apontou que 55% das pequenas empresas brasileiras não adotavam o home office antes do novo coronavírus. Das empresas entrevistadas, 43% compraram ou instalaram novos softwares para operar remotamente e 25% têm planos de implantar essa estratégia.

Há alguns meses, escrevi um artigo sobre como as marcas deveriam se portar para sobreviver à pandemia. Usei como palavra de ordem a empatia. Hoje, quero usá-la novamente, mas para falar para dentro. Você está tão preparado para falar com o seu público interno quanto para comunicar sua marca para fora?

Um funcionário bem informado e que mantém uma comunicação saudável com seus colegas de trabalho tem mais chances de ser um profissional motivado. Em um momento em que todos nós estamos redescobrindo a forma de trabalhar (e até um pouco cansados desse processo solitário), motivação é, cada vez, mais fundamental.

Neste artigo, quero trazer algumas dicas de como utilizar estratégias de comunicação interna e de relações públicas para envolver seus colaboradores e fazer com que o trabalho flua melhor, além de dividir algumas experiências aqui do Conversa. 

1. Preocupe-se com a saúde física e mental dos seus funcionários

Disponibilize conhecimento sobre o tema; faça perguntas sobre a vida pessoal de cada um; ofereça ajuda, se for o caso. No Conversa, realizamos alguns encontros virtuais apenas para bater papo e jogar on-line. Também aplicamos um questionário no meio da pandemia para saber como as pessoas estavam lidando com o isolamento e fomos analisando caso a caso, dando o suporte necessário. 

Outra ação legal é fazer eventos ao ar livre com a sua equipe. Aqui realizamos o nosso primeiro Happy Yoga, em um gramadão, com direito a aula de yoga, bate-papo e lanche saudável. 

2. Converse abertamente sobre o momento da empresa

O medo do desemprego aumentou consideravelmente nesta pandemia. Trabalhar no escuro, sem saber como a empresa está indo, pode causar ainda mais ansiedade nos colaboradores. Crie momentos para dividir informações sobre a empresa: como está sua saúde financeira, quais são as perspectivas de mercado e outras novidades que deixem a equipe sabendo para onde o barco está indo.

Na minha empresa fizemos uma edição do Conversa Aberta, onde reunimos a equipe para falar dos novos desafios comerciais e engajá-la conosco nesta área. 

Converse abertamente sobre o momento da empresa
Converse abertamente sobre o momento da empresa

3. Lidando com seres humanos diversos

Aqui é onde eu reforço a necessidade de empatia. Para além das habilidades já exigidas, todo líder, neste momento, precisa agir com mais humanidade. Estamos lidando com o novo e é necessário entender as diversas realidades da equipe. 

Reservar um momento para conversas individuais é muito importante para entender como cada um tem conseguido organizar sua rotina, como estão as condições do ambiente de trabalho, como estão lidando com o momento etc. 

4. Organizando o home office (guia de processos/ manual de boas práticas)

Outra dica é criar regras claras em relação ao home office. Se sua empresa já tiver um guia de processos que devem ser seguidos pelos funcionários, que tal revê-los e adaptá-los ao novo formato de trabalho? Além disso, pode ser produtivo criar um manual com boas práticas durante o trabalho em casa e as reuniões virtuais. 

O fundamental, independentemente de utilizar essas ou outras estratégias, é entender que vivemos uma realidade diferente e que cada colaborador vive a sua. Agora, mais do que nunca, o discurso institucional precisa ser diverso. A comunicação deve ser transparente, empática e transmitir segurança.

Descubra: O que você precisa saber para promover inovação em sua empresa?

Kadydja Albuquerque é jornalista e sócia do Conversa Estratégias de Comunicação Integrada

Compartilhe nas redes sociais