SEO: como aperfeiçoá-lo em seus artigos?

- Em - Comunicação, RP.in

Você já escreveu um artigo impecável e no momento de analisar as métricas para saber o seu desempenho percebeu que não obteve o resultado esperado? Então você está no lugar certo, pois vou trazer dicas de SEO que podem ser essenciais para que o seu conteúdo seja descoberto nesse mundo infinito que é a Internet.

Este artigo contém desde dicas básicas, como a palavra-chave a ser utilizada, até passos mais complexos, como a arquitetura da informação. Se você não tem muito conhecimento sobre essas técnicas, não se preocupe: vou explicar o máximo possível para que você saia daqui sabendo como configurar esses recursos. 

Então começamos pelo básico. Bora lá?

O que é SEO?

O SEO (search engine optimization) é um conjunto de técnicas que visa posicionar um conteúdo em primeiro lugar nos campos de pesquisa, como o Google. Você já deve ter pesquisado por um artigo sobre determinado assunto e digitado palavras-chave a fim de encontrar os melhores conteúdos. Por isso, se você utilizou as técnicas de SEO no momento em que for publicar algo, tem grandes chances de ter o seu conteúdo encontrado mais rápido.

Há um tempo, aqui no Conversa, fizemos uma análise de todos os nossos artigos para melhorar o desempenho de cada um e, inclusive, montamos uma cartilha com as principais dicas para que nossos proseadores (como chamamos nossa equipe) possam utilizar quando escreverem os seus artigos. E agora compartilhamos com vocês estas e outras dicas. 

1 – Utilize palavras-chave corretas

Sites de buscas possuem robôs fazendo leituras o tempo todo, de todos os conteúdos que ali se encontram, portanto, é interessante que sua palavra-chave seja certeira. Escolha uma para ser a principal, mas ao longo de cada parágrafo, selecione outras para que, quando o leitor bata o olho, ele já compreenda o que encontrará ao longo do texto. Importante colocá-las em negrito. Não as coloque sublinhadas ou coloridas, o SEO considera que possam ser links e não fazer a leitura que você deseja.

É recomendável que sua palavra-chave apareça, pelo menos, duas vezes nas primeiras 160 palavras do texto. Se quiser utilizá-la mais vezes, opte por sinônimos.

Importante: a palavra-chave precisa estar presente, pelo menos, no título do seu artigo, no primeiro parágrafo, na URL, na metadescrição, no nome do arquivo e texto ALT da imagem. Ufa!

Exemplo de artigo no Blog do Conversa cuja palavra-chave é TikTok. Perceba que ela aparece na URL, no título, no primeiro parágrafo e na metadescrição. 

Exemplo de análise SEO
Exemplo de análise SEO

2 – Título

O título deve tentar  chegar o mais próximo de como as pessoas pesquisariam nos motores de busca. É essencial que o seu título seja o mais objetivo possível e esteja alinhado com o seu texto ou pode gerar uma certa decepção no leitor. Títulos muito grandes podem atrapalhar no momento da busca, por isso, é aconselhável que ele contenha aproximadamente oito palavras mais o nome do seu site. 

Outra dica que dou é colocar seu título entre aspas e jogar no campo de busca do Google. Assim, você consegue identificar se outros blogs possuem o mesmo título que o seu. Caso exista um título igual em outro site, busque palavras semelhantes para fazer a troca. Ah! Algumas ferramentas vão considerar importante que sua palavra-chave venha no início do título, então, caso você consiga encaixá-la no início, pode ser mais um ponto positivo.

3 – Subtítulos e intertítulos

Os subtítulos são considerados um complemento do título, ou seja, informações breves que você deseja que o leitor já identifique que serão abordadas ao longo do texto. 

Já os intertítulos são distribuídos ao longo do texto, por exemplo, para destacar tópicos e dividir o texto em uma sequência lógica, assim como estou fazendo neste artigo.  

De acordo com a ferramenta que utilizamos para fazer análise de SEO dos nossos artigos, recomenda-se que, a cada 300 palavras, haja um intertítulo. A ferramenta considera que, desta forma, é possível dar melhor legibilidade ao conteúdo.

Exemplo de análise SEO
Exemplo de análise SEO

4 – Respeite a hierarquia de títulos

O Google considera isso importantíssimo no momento de fazer a leitura de um conteúdo. A hierarquia de títulos é composta do H1, sendo o mais importante, até o H6. O H1 será o título do seu conteúdo; H2 será o subtítulo e assim sucessivamente. Em alguns textos é possível repetir cada um deles, claro. Neste artigo, por exemplo, todos os intertítulos eu utilizo o H3, pois estão logo após do título e do subtítulo.

5 – Metadescrição

Este item será essencial para que um conteúdo também seja mais fácil de encontrar. Geralmente, ela é composta por 150 caracteres e é a oportunidade de você fazer um resumo breve do seu artigo. Considero importante inserir um call to action (chamada para ação) convidando as pessoas para ler o artigo: saiba mais, confira neste artigo etc.

Exemplo de análise SEO
Exemplo de análise SEO

6 – Links internos e externos

Esse é um dilema, pois há quem insira links ao longo do texto e quem o faça no fim do texto. Considero que o ideal é, caso haja links ao longo do texto, que sejam direcionados para o seu site, pois a probabilidade de você colocar um link externo e a pessoa não voltar mais para o seu site é enorme. Caso você queira linkar alguma pesquisa ou referência que você utilizou para desenvolver seu conteúdo, opte por inserir o link ao final

Mas se lembre de sempre inserir links. A ferramenta de SEO ficará satisfeita e ajudará o seu artigo a ter um melhor desempenho nas buscas. Ah! E também não esqueça de sempre que inserir um link, marcar para que ele seja aberto em uma nova aba.

Exemplo de análise SEO
Exemplo de análise SEO

7 – Evite parágrafos e textos longos

É aquele momento de pensar na legibilidade. Parágrafos e textos longos demais tendem a ser exaustivos para o leitor, principalmente no celular, onde há uma grande ferocidade no consumo de conteúdo. Portanto, opte por parágrafos com no máximo 7 linhas e textos com até 2 mil palavras. O SEO também faz análise desta legibilidade.

Exemplo de análise SEO
Exemplo de análise SEO

8 – Imagens e vídeos

Vai incluir algo para ilustrar o seu texto? Não esqueça de salvar cada imagem com o nome que a melhor representa no artigo. Além de nomear o arquivo corretamente, lembre-se de inserir o atributo ALT (aquela legenda que fica embaixo do arquivo). Assim, fica mais fácil de serem encontradas – e indexadas – pelos buscadores.

Exemplo de análise SEO

9 – Conheça a interface onde seu conteúdo será publicado

Diversas são as arquiteturas de informações disponíveis, por isso, é super importante que você entenda sobre a plataforma onde seu conteúdo será publicado. Nem todos os sites serão iguais ao seu, portanto, pode ser que você tenha de fazer alterações no texto, em imagens e vídeos utilizados, por exemplo. Tenha essas informações bem organizadas para que seu texto seja facilmente encontrado.

Bora colocar em prática?

Agora que você tem algumas dicas de como aperfeiçoar o SEO e fazer com que o seu conteúdo seja melhor indexado pelos motores de busca, é o momento de colocar em prática. Não esqueça de fazer um planejamento, pois os mecanismos de buscas também avaliam a frequência destas postagens. Portanto, mantenha seu site sempre atualizado. 

Espero que as dicas sejam valiosas para o seu dia a dia e seus conteúdos sejam encontrados e consumidos por vários leitores.

Leia também: Como a produção de conteúdo impacta os resultados do seu negócio?

Descubra: Dez ferramentas de SEO para analisar seu site como o Google analisa

José Henrique é coordenador de Comunicação e Eventos do Conversa.

Compartilhe nas redes sociais